Definição Código de Comércio

No campo do direito, um conjunto de normas jurídicas ordenadas e sistemáticas que regulam, de maneira unitária, um determinado assunto é chamado de código . No caso do código comercial, trata-se do conjunto de normas e preceitos que regulam as relações comerciais entre diversos indivíduos ou empresas do mesmo território.

Código de Comércio

Os códigos de comércio surgiram com o Iluminismo para ordenar a atividade comercial. O desenvolvimento do comércio gerou que, atualmente, o direito comercial é regulado tanto pelo código comercial quanto por outras leis especiais por meio de um processo de decodificação.

Os historiadores acreditam que o primeiro código comercial foi desenvolvido na França em 1807 e aprovado por Napoleão Bonaparte . O objetivo das autoridades francesas era regulamentar títulos negociáveis, a formação de empresas, o mercado de ações, falências, direito bancário, seguros e competições de credores, entre outras questões. Embora nesse primeiro código houvesse manobras por parte do atual governo para aproveitar o trabalho do resto dos cidadãos, era fundamental que este código fosse analisado mais tarde e oferecido um onde o objetivo fundamental é oferecer um espaço livre e justo para o troca comercial; embora na prática não se torne completamente assim.

O código comercial faz parte do direito privado, em seu ramo dedicado às relações comerciais. As regras pretendem adaptar-se à dinâmica das relações econômicas.

É importante ter em mente que a palavra certa, do latim directum, significa "o que está de acordo com a regra" . O código comercial, como o resto das normas legais, é inspirado em postulados de justiça e supõe uma ordem normativa e institucional que regula o comportamento humano (neste caso, a conduta ligada ao comércio).

O direito é imperativo (impõe um dever de conduta), atributivo (tem o poder de exigir o cumprimento do imperativo) e bilateral (um sujeito que não é afetado tem o direito de exigir o cumprimento da regra).

Espanha e o Código Comercial

Na Espanha, o Código Comercial foi estabelecido no século XIX, mais precisamente no ano de 1885, para acabar com a desordem que reinava em matéria de intercâmbio comercial no território peninsular e para se adaptar às novas tendências que já vinham ganhando vida e segurança. em outros países, como França e Inglaterra. Em qualquer caso, a forma em que foi escrita deixa margem para as variações que podem ocorrer, levando em conta o fluxo de atividades econômicas de cada período.

Código de Comércio Neste país, o Código é composto por uma série de regras e preceitos que todos aqueles que estão exercendo no campo comercial devem manter no momento de estabelecer relações desse tipo com o resto dos comerciantes ou compradores .

Caso ainda não esteja claro, o propósito de criar um código dessa magnitude reside na necessidade de buscar uma sociedade justa e regular em todos os aspectos relacionados ao comportamento humano no aspecto comercial. As regras que o compõem foram analisadas rigorosamente e escritas com cuidado especial, a fim de evitar certos solavancos que permitem negócios ilícitos que não tenham sido contemplados por lei ; Deve-se notar que, apesar disso, existem muitas possibilidades que não foram contempladas e onde os indivíduos tentam contornar as leis.

Para terminar, diremos que os atos comerciais que regulam este código são a compra de produtos para sua revenda ou aluguel, as operações de troca ou troca e as transações realizadas por empresas que tenham caráter industrial ou comercial.

Recomendado
  • definição popular: sangrento

    sangrento

    O adjetivo sangrento , que vem da palavra latina cruentus , é usado para descrever aquilo que é sangrento ou feroz . Por exemplo: "Esta guerra sangrenta já ceifou milhares de vidas" , "Um confronto sangrento entre a polícia e uma gangue de criminosos terminou com três mortos e cinco feridos" , "Os narcotraficantes estão imersos em uma sangrenta batalha pela dominação territorial da zona " . Uma si
  • definição popular: risível

    risível

    Para conhecer o significado do termo risível que hoje nos ocupa, é necessário, em primeiro lugar, descobrir qual é a sua origem etimológica. Nesse sentido, podemos determinar que é uma palavra que deriva do latim, especificamente "risibilis", que pode ser traduzida como "que pode rir" e que é o resultado da soma de duas partes claramente diferenciadas: -O substantivo "risus", que é sinônimo de "riso". -O sufi
  • definição popular: escola

    escola

    O termo escola deriva do latim schola e se refere ao espaço que os seres humanos aprendem a aprender . O conceito pode mencionar o próprio edifício , o aprendizado que ocorre nele, a metodologia usada pelo professor ou o conjunto de professores de uma instituição. Por exemplo: "Quando eu era criança, eu odiava a escola" , "Viu? Essa
  • definição popular: lei

    lei

    Do latim lex , uma lei é uma regra ou norma . É um fator constante e invariável das coisas , que nasce de uma causa primeira. As leis são, por outro lado, as relações existentes entre os elementos que intervêm em um fenômeno . No campo do direito, a lei é um preceito emitido por uma autoridade competente. Este te
  • definição popular: meada

    meada

    A palavra latina mataxa chegou à nossa língua como meada . O termo alude ao fio reunido em torno de uma lâmina . Organizando um fio de meada, é fácil enrolá-lo. Isso facilita o armazenamento, comercialização e transporte de fibras têxteis. A lã , por exemplo, é geralmente vendida em meadas. O habitua
  • definição popular: raspou

    raspou

    A fim de descobrir o significado do termo raspado, a primeira coisa que temos que fazer é estabelecer a origem etimológica dele. E, nesse sentido, é necessário deixar claro que é uma palavra que vem do latim, do "rasus", que significa "raspada". Uma palavra que, por sua vez, deriva do verbo "radere", que é sinônimo de "raspar" ou "razitar". Barbe